Curiosidade e pesquisa como ‘sequelas’ da Covid-19

Curiosidade e pesquisa como ‘sequelas’ da Covid-19

O livro “Como a Pandemia mudou o Jornalismo - Os bastidores do conflito de interesses que a imprensa não investiga”, escrito pelo jornalista Claudio Odri, foi publicado no final de 2021, na forma digital, pela Amazon, e na UICLAP, para versão impressa e sob demanda.  Como mais uma ‘sequela’ do livro, um blog sob o título “Pandemia e Jornalismo” acaba de ser lançado, para que a busca por respostas não seja um movimento estanque.  Totalmente produzida de forma independente, a obra está entre as Top 10 em sua categoria, nas plataformas Amazon e UICLAP.

 https://tinyurl.com/yxqofyfd  https://loja.uiclap.com/titulo/ua14133/

Blog - www.pandemiaejornalismo.com.br

Quando o jornalista Claudio Odri e sua mulher, Diva, foram diagnosticados com Covid-19, isso em meados de maio de 2020, já havia uma lista de perguntas sem respostas que permeava a cabeça do autor desde novembro do ano anterior. Nas entrelinhas das notícias sobre uma “doença desconhecida”, que chamava a atenção das autoridades médicas na China, Odri já via que algo muito grave estava por trás das informações, sabidamente “filtradas” pelo governo chinês e pelas agências de notícias internacionais.

Quarentena e interrogações

Mesmo sob o lockdown decretado, respeitando as restrições de mobilidade, do “fique em casa” e todos os protocolos de segurança prescritos pelas autoridades de saúde,  o coronavírus subiu os 16 andares do prédio onde o casal mora, no bairro das Perdizes, em São Paulo e os infectou.

 A busca pelo diagnóstico médico, os desencontros em relação ao tratamento e o próprio mal-estar provocado pela doença só serviram para instigar o autor a buscar por respostas e por conta própria.  

Com wi-fi , iPhone, iFood

Sem a possibilidade de sair de casa, sem trabalho, porque tudo estava parado, sem poder ir a qualquer lugar, o DNA de jornalista foi aflorando e Odri viu-se instigado por uma percepção inata diante de cada noticiário. Para ele, de cara, estavam faltando muitos pedaços às narrativas assistidas pelas emissoras de TV, nos jornais e na internet. “Eu comecei a me incomodar com a maneira ‘uniforme’ de cobrir o tema, sem que houvesse qualquer movimento da imprensa em relação a diversificar as fontes de informação, por exemplo”, recorda. “Parecia que estávamos em um filme de ficção científica, onde no final, todos estaríamos à mercê de uma inteligência artificial, repetindo frases como “eu acredito na ciência”, sem qualquer empenho em refletir sobre ela”, e complementa: “como se ciência fosse uma entidade ou uma religião”.

Todo tempo do mundo

Foi para vencer o tédio e a indignação que Claudio Odri, então, começou a usar a rede mundial de computadores a seu favor. Para cada “verdade” assumida pela imprensa na cobertura da pandemia, havia pelo menor duas ou três outras formas de lidar com o assunto.  “E a cada frente de pesquisa explorada, uma coleção de situações antagônicas foi me causando uma constrangedora constatação de que o jornalismo estava deixando de checar outras facetas de um assunto tão importante”.

Odri foi colecionando links, textos, vídeos. Tudo isso foi organizado em um livro de cerca de 220 páginas,  elaborado de forma 100% independente. “Contei apenas com a valiosa ajuda da minha mulher, Diva, para revisão e diagramação. E depois de constatar que este tema está longe de se encerrar, decidi, também de forma independente, fazer um blog, onde episódios citados no livro possam ser atualizados, onde novos quesitos de questionamento possam ser trazidos à luz e discutidos pelos inquietos”.

Serviço: Blog - www.pandemiaejornalismo.com.br

Já no ar e à disposição de interações

Livro “Como a pandemia mudou o Jornalismo - Os bastidores do conflito de interesses que a imprensa não investiga – à venda nos Links das plataformas Amazon e UICLAP.

https://tinyurl.com/yxqofyfd  https://loja.uiclap.com/titulo/ua14133/

Sobre Claudio Odri
O autor é empresário e jornalista. Atuou nos principais veículos de comunicação do país desde os anos 1980, começando pela Ed. Abril e depois, percorrendo as emissoras de TV. Pela veia inquieta da inovação, foi tateando no caminho dos meios analógicos para os digitais, até empreender em sua produtora, que soma um legado respeitável, tal como fora sua passagem pela imprensa.

Contato com o autor: check@pandemiaejornalismo.com.br

2 Responses
    1. Obrigada, querida… eu fiquei com vontade, li e decidi apoiar a aventura do Claudio Odri, que é um antigo colega da TV Cultura. Eu disse a ele que se eu fosse capaz de sentir inveja, eu estaria com inveja desse trabalho impecável que ele fez.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.